- Objetivos do GEM

O GEM foi criado em 2004 no Instituto de Química da Unicamp para o desenvolvimento de projetos voltados às técnicas de eletromigração capilares, como a eletroforese capilar e métodos correlatos. Também atua na área de confecção e aplicação de microsistemas de análise (ou m -TAS), enfocando os aspectos de separação de compostos mediada por campo elétrico.

O GEM procura interagir com diversos grupos de pesquisa dentro e fora do Instituto de Química da Unicamp,objetivando a troca de informações e a condução de projetos de pesquisa em colaboração.
Há disponíveis no momento vagas para condução de projetos de pesquisa nos níveis de iniciação científica, pós-graduação e pós-doutorado.


Linhas de Pesquisa

O GEM tem desenvolvido pesquisas nas seguintes linhas:

Eletroforese Capilar:

Desenvolvimento de estratégias de detecção eletroquímicas acopladas a eletroforese capilar;

Estudo de aspectos fundamentais das técnicas de eletromigração em capilares;

Desenvolvimento de métodos de análise para diversos analitos em diferentes matrizes, como por exemplo, íons inorgânicos e orgânicos, fármacos, polissacarídeos, etc.;

Instrumentação para eletroforese capilar, como sistemas de injeção, controle de temperatura e interfaceamento de sistemas e desenvolvimento de programas de controle e aquisição de dados.


Microssistemas de Análise ( m -TAS)


São sistemas de análise com dimensões micrométricas que conferem uma maior velocidade às análises, menor consumo de amostras e reagentes e maior portabilidade, quando comparado aos sistemas de análises convencionais. Nesta linha de pesquisa o GEM tem atuado nos seguintes tópicos:

Técnicas de microfabricação para m -TAS;


Estratégias de detecção para m -TAS Métodos ópticos e eletroquímicos;

Avaliação de novos materiais para aplicação em microssistemas;

Integração de etapas analíticas em m -TAS;

Modificação de substratos para alteração de propriedades da superfície dos microcanais;

Instrumentação para m-TAS (estratégias de injeção, interfaceamento de fontes de alta tensão, desenvolvimento de programas de controle e aquisição de dados).

Infra-estrutura de Pesquisa

Atualmente, o GEM conta com:

Equipamento de eletroforese capilar "Homemade" com detector condutométrico sem contato para condução de projetos de pesquisa e análises de rotina;
Equipamento de eletroforese capilar Waters com detector por absorção no UV-vis;
Equipamento de eletroforese capilar Knauer com detector por absorão no UV;
Potenciostato para implementação de detectores amperométricos e voltamétricos;
Fontes de alta tensão;
Infra-estrutura para construção de pequenas peças mecânicas, circuitos eletrônicos, além de equipamentos e reagentes comumente empregados em laboratórios químicos de pesquisa e desenvolvimento.

- O Instituto de Química da Unicamp possui amplas instalações e infra-estrutura completa de pesquisa. Possui diversos equipamentos para caracterização e análise, como por exemplo, microscópio eletrônico de varredura, espectrômetros no infravermelho, massa, ressonância magnética nuclear, cromatógrafos a gás e a líquido; análise térmica, dentre outros.




Além disso, a proximidade com o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron facilita o desenvolvimento de protótipos e de moldes metálicos através de projetos enviados ao Laboratório de Microfabricação (LMF-LNLS).